Comentários da Bíblia

Versos 1-29

Salmos 118:1. Dai graças ao Senhor porque ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre.

Aqui está um motivo permanente de ação de graças. Embora nem sempre possamos ser saudáveis, nem sempre prósperos, Deus é sempre bom, e, portanto, há sempre um argumento suficiente para dar graças a Jeová. Que ele é um bom Deus essencialmente, que não pode ser diferente de bom, deve ser uma fonte da qual os elogios mais ricos devem fluir perpetuamente.

Psalms 118:2-3. Que Israel diga agora, que a sua misericórdia perdure para sempre. Que a casa de Arão diga agora, que sua misericórdia perdure para sempre.

Estas foram especialmente colocadas à parte para o serviço de Deus, e, portanto, onde muito é dado, muito é esperado. A casa de Aarão, portanto, deve ter uma nota especial de ação de graças e, embora nós, que pregamos o evangelho, não reivindiquemos nenhum tipo de sacerdócio, ainda assim, se alguém deve liderar a tensão da gratidão, deve ser aqueles que ministram por Deus continuamente.

Psalms 118:4. Que agora os que temem ao SENHOR digam, que a Sua misericórdia perdure para sempre.

Que todos o digam; que todos o digam agora; que cada um de nós o diga por si mesmo, “a Sua misericórdia perdure para todos”.

Psalms 118:5. Eu invoquei o Senhor em angústia; o Senhor me respondeu, e me colocou em um grande lugar.

Eu acho que muitos de nós poderíamos fazer um registro como esse e não uma vez, mas muitas vezes em nossas vidas, poderíamos dizer: “Eu invoquei o Senhor em angústia”. Tivemos muitas provações, mas temos sempre um assento de misericórdia para voar, e um Deus sempre pronto para ouvir os gritos de seus angustiados.

Psalms 118:6. O SENHOR está do meu lado; eu não temerei; o que pode o homem fazer comigo?

O passado sempre nos dá segurança para o futuro, pois estamos lidando com o mesmo Deus imutável, e, portanto, podemos esperar ter os mesmos negócios dele.

Psalms 118.7-8. O Senhor toma a minha parte com os que me ajudam; por isso verei o meu desejo sobre os que me odeiam. É melhor confiar no Senhor do que confiar no homem.

Há um texto que eu nunca vi ser colocado em nenhum lugar. Tendes textos iluminados em vossas casas e salas de aula, e assim por diante, mas creio nunca ter visto isto: “Maldito aquele que confia no homem e faz da carne o seu braço” ou este outro: “Cessai, vós, do homem cujo sopro está em suas narinas, pois em que se deve prestar contas?” e estou certo de que não há ensino das Escrituras mais necessário do que este, quer se refira a grandes homens ou a pequenos homens, quer se refira a homens de eminência, quer a homens do vosso próprio círculo familiar. “É melhor confiar no Senhor do que pôr confiança, no homem”

Psalms 118:9. É melhor confiar no Senhor do que colocar confiança nos príncipes.

É mais nobre, é mais agradável à razão sólida, levará a melhores resultados. Deus merece melhor a nossa confiança do que os príncipes da terra – mesmo os melhores deles.

Psalms 118:10. Todas as nações me cercaram; mas em nome do SENHOR as destruirei.

Isso pode se aplicar a Davi, mas se aplica melhor a Cristo, ao redor do qual vieram judeus e gentios, mas ele ganhou a vitória sobre eles.

Psalms 118.11-12. Eles me cercaram; sim, eles me cercaram; mas em nome do Senhor eu os destruirei. Eles me cercaram como abelhas, eles se apagam como o fogo dos espinhos, pois em nome do Senhor eu os destruirei.

O espinho faz um bom fogo e crepita, e saliva, mas logo se apagará completamente. “Porque em nome do Senhor eu os destruirei.” Desta forma podemos encontrar os nossos inimigos espirituais, tentações, provas, o mundo, o pecado, a morte, o inferno, o nome de Jeová será a nossa força. “In hoc signo vincit”, disse um dos antigos – “Por este sinal tu conquistas”, e assim por este sinal nós também vencemos através do sangue do Cordeiro.

Psalms 118:13. Tu me impeliste para que eu caísse; mas o Senhor me ajudou.

Isso vai refutar todos os ataques dos nossos inimigos mais ferozes – “Mas o Senhor me ajudou”.

Psalms 118.14-15. O Senhor é a minha força e canção, e se tornou a minha salvação. A voz de júbilo e salvação está nas tendas dos justos: a mão direita do Senhor faz valentia.

Onde habita o povo de Deus, há a voz da alegria. A sua oração familiar santifica a casa com as suas notas alegres. Mesmo assim, há problemas e tristezas na casa, mas a resignação faz com que a alegria e o regozijo se mantenham; e se o regozijo por um momento deve ir, a salvação nunca vai. “Este dia é a salvação que vem à tua casa.” Se fores agora um homem convertido, ele nunca mais desaparecerá. É um ser permanente: está nos tabernáculos dos justos.

Psalms 118:16-17. A mão direita do Senhor é exaltada; a mão direita do Senhor faz valentemente. Não morrerei, mas viverei, e declararei as obras do Senhor.

Alguns pensaram que este salmo foi composto por Ezequias depois da sua doença, e depois da destruição do exército de Senaqueribe. Talvez seja assim. Tem sido usado por muitos além de Ezequias, que não se esqueceram que estas são as palavras de Wickliffe, usadas quando monges rodeavam seu leito moribundo com orações, Paternosters e crucifixos, e o incitaram a arrepender-se, e ele disse: “Eu não morrerei, mas viverei e declararei as obras do Senhor”. E assim fez.

Psalms 118:18. O Senhor me castigou muito, mas não me entregou à morte.

Muitos dos seus melhores filhos podem dizer isto, pois “a quem o Senhor ama, ele castiga”. “O Senhor me castigou severamente, mas não me entregou à morte.” Vós que recuperastes da doença, aqui está uma canção para vós. Vós que acima de tudo não fostes entregues aos vossos pecados e ao justo castigo deles, aqui está uma música para vós: “Ele não me entregou à segunda morte, o que poderia ter feito”

Psalms 118:19-20. Abri-me as portas da justiça: Eu entrarei por elas, e louvarei ao Senhor. Esta porta do Senhor, pela qual entrarão os justos.

Suponho que aquele que proferiu estas palavras passou pelas belas portas do templo.

Psalms 118:21. Eu te louvarei, porque tu me ouviste e te tornaste a minha salvação.

Futuro, passado, presente – tudo cheio de bênção.

Psalms 118.22-24. A pedra que os construtores recusaram se tornou a pedra da cabeça do canto. Isto é o que o Senhor está fazendo; é maravilhoso aos nossos olhos. Este é o dia que o SENHOR fez; nós nos alegraremos e nos alegraremos nele.

Pois isto é aplicável ao Sábado, mas também é aplicável a qualquer dia, e a todos os dias que Deus especialmente torna glorioso ao entregar muitos.

Psalms 118.25-27. Salva agora, ó Senhor, rogo-te; ó Senhor, rogo-te, envia agora a prosperidade. Bendito seja aquele que vem em nome do Senhor; nós te abençoamos fora da casa do Senhor. Deus é o Senhor, que nos mostrou a luz; atai o sacrifício com cordas, até as pontas do altar.

É o rei que volta da vitória e se recupera da enfermidade. Ele traz seu sacrifício com ação de graças, como todo filho de Deus deveria, e ali está pronto para as pontas do altar.

Psalms 118.28-29. Tu és o meu Deus, e eu te louvarei; tu és o meu Deus, eu te exaltarei. Dai graças ao Senhor porque ele é bom; porque a sua misericórdia dura para sempre.

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.